Anzisha Prize Anuncia O Seu Top 20 De Jovens Africanos Empreendedores Para 2019

Conheça os empreendedores mais jovens Africanos cujas ideias são reinventar o futuro do continente.

JOANESBURGO, África do Sul, 16 setembro 2019,-/African Media Agency (AMA)/- Depois de meses de investigação no continente Africano, The Anzisha Prize revelou os seus vinte finalistas para 2019. O vencedor será premiado no nono Anzisha Prize Forum a 22 outubro em Joanesburgo, África do Sul.

Top 2

Num passo evolutivo para o programa altamente conceituado longe da tão celebrada noite da Gala anual, os convidados vão experienciar um novo formato de Fórum onde terão uma oportunidade de conhecer e compreender os percursos dos jovens empreendedores. Também terão uma experiência envolvente num mundo do empreendedorismo jovem – desde painéis de especialistas a workshops experimentais. O evento realizado durante todo o dia será um conjunto de debates inovadores e actividades.
The Anzisha Prize, uma parceria entre a African Academy Leadership e a Mastercard Foundation, dedica-se a identificar, apoiar e celebrar empreendedores muito jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 22 anos no continente, cujas ideias, iniciativas e negócios usem o poder para redefenir e repensar a trajectória de crescimento de África.
Com mais de 500 candidatos este ano, o Prize recebeu mais candidaturas de comunidades remotas e vulneráveis, alargando a oferta de selecção para o top 20. Da Somália ao Chade, os candidatos apresentarão o seu negócio com perspicáciaaempresas que forneçam soluções para alguns dos principais problemas do continente.
“Este ano estamos particularmente empolgados com o novo formato do evento. Criamos uma experiência personalizada que irá permitir às pessoas explorar o movimento Anzisha no seu todo. Desde o inicio ao fim do dia irão procurar melhorar o futuro do empreendedorismo no continente e empreendedores muito jovens estarão no controle, conduzindo as conversas.” referiu Melissa Mbazo Gestora do Programa Anzisha.
Enquanto os candidatos são de diversos sectores, o sector agrícola foi o que recebeu o maior número de candidaturas. Excitantemente, pela primeira vez, finalistas da Gâmbia, República Democrática do Congo, República do Congo e Somália foram escolhidos para fazer parte do grupo de 2019.
A equipa do The Anzisha Prize está orgulhosa por ter sido capaz de encontrar e agora apoiar jovens mulheres como Asia Saeed, uma jovem com 20 anos somali e fundadora da 2doon- um negócio destinado a ajudar os jovens a encontrar trabalho e as empresas a melhorar a contratação e serviços de recrutamento. Com mais de 50 jovens contratados a tempo inteiro e em part-time,a 2doon está a reinventar o caminho em que a força de trabalho é mobilizada e desenvolvida no continente.

The Anzisha Prize Forum

O top 20 irá reunir-se em Joanesburgo para um boot camp de 12 dias onde serão treinados por especialistas locais e mundiais em preparação para o júri independente que irá decidir o vencedor do Grande Prémio dos 25,000 de dólares americanos. O boot camp é o inicio do the Anzisha Prize fellowship, através do qual cada empreendedor terá acesso a apoio personalizado, acesso ao mercado de serviços e a mais possibilidades de financiamento.
 
“A maior riqueza de África é a sua população jovem e o Anzisha Prize Forum, agora no seu nono ano, é um testemunho da sua paixão e criatividade,” referiu Koffi Assouan, Gestor do Programa, Mastercard Foundation. “O seu compromisso para com o continente está reflectido na própria natureza dos negócios que escolhem, geralmente focados no bem comum e em melhorar as vidas dos que estão ao seu redor.” 
 
The Anzisha Prize organizará a transmissão de festas por todo o continente para partilhar as histórias dos empreendedores do top 20 deste ano e para encorajar os jovens Africanos a iniciar os seus próprios negócios. Se desejar organizar ou participar na transmissão de uma festa para o fórum, por favor, envie email para: prize@anzishaprize.org para registar o seu interesse.

Os finalistas de 2019 para o Anzisha Prize são:

http://www.anzishaprize.org/2019-finalists/

(Listados abaixo)

Asia Saeed, 20, Somália: Fundadora da 2doon, uma empresa social criada para reduzir o desemprego da juventude somali.
Godiragetse Fareed Mogajane, 21, África do Sul: Fundador da Goodie Tutors, uma agência de tutoria que fornece sessões tutoriais adicionais oferecendo aulas particulares; workshops de preparação para exames universitários e workshops focalizados em exames de matemática para estudantes do ensino médio.
Marvellous Nyongoro, 22, Zimbabué: Fundador da Housing Hub, uma plataforma de prestação de serviços fundada por Marvellous que usa tecnologia inteligente.

Velache Coker, 19, Serra Leoa: Fundador da Canaan Farms. Canaan Farms é um agronegócio e distribuidor com dois ramos que cresce em diversas produções (melancia, quiabo, mandioca, etc.).
Emmanuel Owusu Agyei, 22, Gana: Fundador do Campus Trends Ghana, uma empresa de marketing que oferece serviços de aconselhamento, qualitativo e serviços de comunicação para colmatar o fosso entre a empresa e o mercado de trabalho do estudante.
Jaritou Jallow, 21, Gãmbia: Fundador da Yonima Errands Runner, uma empresa fundada por Jaritou que fornece serviços diversificados tais como registo comercial, abertura de contas bancárias, serviços administrativos, etc.
Caleb Annobil, 21, Gana: Fundador da High School Water Product, uma empresa que personaliza bolsas de água para vender a estudantes a preços acessíveis.
Christian Kassahun, 21, Etiópia: Cofundador da GebeyaNet, uma plataforma de Comércio agrícola que liga pequenos lavradores com o mercado e também facilita a logística e o sistema de pagamento para eles.
Mamadjang Jallow, 20, Gâmbia: Fundador da Jallow Trading, uma empresa de horticultura e jardinagem de pequena escala fundada por Mamadjang que produz uma grande variedade de frutas e vegetais que ele vende a comerciantes e famílias na sua região.
Saudah Birungi, 22, Uganda: Saudah é cofundadora da Tusafishe que é uma empresa que construí filtros de água usando materiais disponíveis localmente a estudantes em escolas rurais e nas suas casas para que possam beber água potável segura.
Olipah Chomba, 22, Zâmbia: Fundador da Poultry, uma empresa que encomenda frangos de carne, cria-os durante seis semanas dando-lhes as vacinas e medicamentos necessários.
Osvaldo Mokouma, 19, República do Congo: Fundador da AquagriTech, uma empresa que melhora os bio-resíduos urbanos para produzir comida natural a partir de peixe que são colocados num circuito fechado com plantas que assimilam os dejectos do peixe para o seu crescimento.
Segbe Accrombessi, 22, Benin: Fundador da Kawan Africa, uma empresa que produz e vende puré de tomate. Eles preparam workshops para treinar raparigas jovens para produzir o puré e depois se tornam distribuidoras que compram os seus produtos para vendê-los posteriormente.
Balbina Gulam, 21, Tanzânia: Fundador da Huduma Smart, uma empresa que faz formação de trabalhadores domésticos e encontra um mercado de trabalho para eles.
Catherine Nalukwago, 22, Uganda: Catherine é a cofundadora da Vertical and Micro Gardening, uma empresa que desenvolveu um produto chamado The Vertical Farm que torna a agricultura urbana uma micro-empresa viável para famílias com um rendimento baixo.
Cecil Chikezie, 21, Quénia: Fundador da Eco Makaa, uma empresa que liga produtores de combustível de briquete locais a uma base de clientes recrutando a comunidade em pequena escala de produtores de briquete que em conjunto produzem briquetes uniformizados.
Abdulwaheed Alayande, 21, Nigéria: Fundador da TREP LABS, uma empresa que disponibiliza um produto chamado REALDRIP que é um medidor de infusão que faz transfusões de sangue e tratamento por gotejamento mais simples e seguro.
Emmanuel Okon, 22, Nigéria: Okon fundou a Vmedkit – uma empresa de saúde que se concentra em atenuar doenças mentais usando tecnologias da realidade virtual.
Raghda Medhat, 22, Egipto: Fundadora do Internsvalley, um sistema que liga engenheiros recentes de software que procuram experiência de trabalho com estágio inicial internacional em empresas que estão a começar através de estágio remoto prático e oportunidades de trabalho.
Yannick Kimanuka, 21, RDC: A KIM’s School Complex, fundada por Yannick em 2018, é uma creche e escola primária que visa reduzir a tendência de deficiência intelectual encontrada em crianças da sua comunidade.
Mantenha-se actualizado com as últimas notícias, conheça os finalistas, saiba mais sobre as suas empresas no nosso website e redes sociais.

Distribuído pela African Media Agency (AMA) em nome do Anzisha Prize.
 
NOTAS PARA EDITORES:

Sobre o Anzisha Prize
O Anzisha Prize é entregue pela African Leadership Academy em parceria com a Mastercard Foundation. Através do Anzisha Prize, os organizadores procuram fundamentalmente e significativamente aumentar o número gerado de empregos empreendedores em África. Acreditam que a chave para fazê-lo é testar, programar e depois partilhar modelos para identificar, treinar e ligar um potencial elevado, jovens empreendedores muito jovens (15-22 anos de idade) para que muitas mais organizações tenham mais sucesso colectivo em criar um canal directo de empreendedores com capacidades para subir.

Sobre a African Leadership Academy
A African Leadership Academy (ALA) visa à transformação da África através do desenvolvimento de uma poderosa rede de líderes empresariais em colaboração conjunta, de modo a alcançar um impacto social extraordinário. Anualmente, a ALA reúne os líderes jovens mais promissores de todas as cinquenta e quatro nações africanas num programa pré-universitário da África do Sul, que foca liderança, empreendedorismo e estudos africanos. A ALA dá continuidade ao desenvolvimento desses líderes durante toda a vida, na universidade e afora, mediante a prestação de formação em liderança e empresarial contínua, e ligando-os às redes de pessoas e capital de elevado impacto, que podem catalisar mudanças em grande escala. Para mais informações, queira visitar http://africanleadershipacademy.org.

Sobre a MasterCard Foundation
A MasterCard Foundation trabalha com organizações visionárias de modo a proporcionar maior acesso à educação, formação profissional e serviços financeiros às pessoas que vivem na pobreza, principalmente na África. Na capacidade de uma das principais fundações privadas, o trabalho da Fundação é dirigido pela missão de fazer avançar a aprendizagem e promover inclusão financeira, de modo a criar um mundo inclusivo e equitativo. Sediada em Toronto, Canadá, a autonomia da Fundação foi constituída em 2006 quando a Fundação foi criada pela Mastercard. Para mais informações e assinatura do boletim informativo da Fundação, queira visitar www.mastercardfdn.org. Siga a Fundação pelo @MastercardFdn pelo Twitter.

Comunicação Social
Didi Onwu

African Leadership Academy
+27 11 699 3011
prize@anzishaprize.org ou donwu@africanleadershipacademy.org 
www.anzishaprize.org 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on StumbleUpon
Back to news listing